ESTÁDIOS E FUTEBOL EM POA: A DUPLA GRE-NAL

A rivalidade entre os dois principais clubes do Rio Grande do Sul é notória, a dupla Gre-Nal. Ambos surgiram no início do século XX: o Grêmio Futebol Porto Alegrense foi fundado em 1903, enquanto o Sport Club Internacional data de 1909. Criados em ruas lendárias da cidade por jovens que apenas queriam jogar ludopédio – palavra antiga que designava o futebol –, tomaram dimensões que transcenderam as fronteiras continentais, ganhando títulos de relevância mundial.

Compre sua passagem aqui

O Grêmio nasceu num bar da Rua da Praia, ao passo que o Internacional originou-se numa casa da Avenida João Pessoa, umas das principais vias da zona central da cidade. Começava, assim, uma das dez maiores rivalidades entre clubes de futebol do mundo inteiro, cujo confronto maior ocorre no clássico Gre-Nal, que mobiliza toda a cidade em torno das disputadas partidas. Naturalmente, há momentos em que um dos adversários encontra-se mais fraco do que o outro; vencer um Gre-Nal, contudo, basta para renovar o ânimo dos times, tamanha a importância que o clássico tem junto aos torcedores e à mídia.

O FUTEBOL NO RS: A DUPLA GRE-NAL 1

A verdade é que, apesar da rivalidade, os dois clubes tornaram-se gigantes. Conquistaram o Brasil e ultrapassaram as fronteiras nacionais para levar o nome de Porto Alegre mundo afora, conquistando a América e títulos de âmbito mundial.

Reserve seu carro aqui

Estádios

Além disso, possuem estádios majestosos. A casa do Grêmio é mais nova: a Arena, localizada no bairro Humaitá. O antigo estádio, o Olímpico, hoje está em desuso. O estádio do Inter é o Beira-Rio, oficialmente nomeado de Estádio José Pinheiro Borba, localizado às margens do Guaíba. Os gramados da dupla Gre-Nal serviram de palco a verdadeiras conquistas heroicas, desafios e jornadas célebres.

O FUTEBOL NO RS: A DUPLA GRE-NAL 3

Arena

O FUTEBOL NO RS: A DUPLA GRE-NAL 4

Beira-Rio

No caso do Grêmio, o Estádio Olímpico Monumental serviu de palco a conquistas épicas; localizado no Bairro Azenha, foi desativado após a construção recente da Arena. Antes do Beira-Rio, o Inter teve sua sede no Estádio dos Eucaliptos; embora já não exista mais, o lugar assistiu às vitórias do célebre time colorado conhecido como “Rolo Compressor”, que jogou entre as décadas de 40 e 60, e de Copa do Mundo de 1950. O Beira-Rio também atingiu projeção mundial em 2014, como cenário da Copa do Mundo.

Reserve seu hotel aqui

Museus

Os dois clubes possuem museus onde se preservam e recontam suas histórias centenárias, expondo as dezenas de taças conquistadas e as fotografias antigas que mostram a evolução e profissionalização do esporte. O Grêmio tem a calçada da fama, onde se eternizaram as marcas das mãos e dos pés de goleiros e jogadores que fizeram os grandes momentos tricolores. Na esplanada da Arena, está a estátua de Renato Portaluppi, ídolo do Tricolor. No pátio do Inter, encontra-se a estátua de Fernandão, um jogador histórico que teve um fim trágico num acidente de helicóptero; além de jogador habilidoso, Fernando Lúcio da Costa, o Fernandão, era uma liderança notável dentro de campo. Por isso, consagrou-se como o eterno capitão colorado.

Gigantinho

Junto ao Beira-Rio também fica o Ginásio Gigantinho, que, em sua quadra poliesportiva, recebe shows e partidas de esporte diversos, sobretudo de futsal. Tanto o Beira-Rio quanto a Arena possuem finalidades que vão além do futebol, servindo para shows e grandes eventos da cidade.

O FUTEBOL NO RS: A DUPLA GRE-NAL 2