O PASSEIO NA VINÍCOLA PETERLONGO

Entre vários atrativos conhecidos, a fama da Serra Gaúcha se deve também a suas belas vinícolas. Boa parte delas se encontra na região do Vale dos Vinhedos, mas nem todas estão lá, e a maioria vale uma visita. A Vinícola Peterlongo, no centro de Garibaldi, é uma das mais belas do Brasil, portanto não deixe de incluir no seu roteiro. Importante ressaltar que o lugar não é só recomendado para quem gosta de vinho, já que a imensidão verde dos parreirais oferece uma paisagem incrível. As vinícolas da Serra Gaúcha são para qualquer pessoa que gosta de admirar um belo cenário, não apenas para os amantes do vinho.

Compre sua passagem aqui

O PASSEIO NA VINÍCOLA PETERLONGO

Fomos na Peterlongo a convite da RSbloggers e da própria vinícola para uma press trip. Casualmente, uma semana antes, vi algumas fotos dessa vinícola e pensei: “que linda, essa é a próxima vinícola que quero visitar!” Nem preciso dizer que fiquei super feliz com o convite, né?

Vale ressaltar que, em tempos de pandemia, a viagem foi feita com todos os cuidados necessários para a segurança contra o coronavírus; a Perterlongo adota várias medidas para proteger os visitantes.

O PASSEIO NA VINÍCOLA PETERLONGO 5

Neste blog, vamos contar como é a experiência na Peterlongo, uma das vinícolas imperdíveis no município de Garibaldi.

 

História da Vinícola Peterlongo

A Vinícola Peterlongo tem mais de 100 anos de tradição, sendo reconhecida por sua alta qualidade.

Natural da comuna italiana de Trento, Manoel Peterlongo foi enviado para a Colônia Conde D´Eu (que se transformou em Garibalidi) em 1878, com a finalidade de demarcar terras. Apaixonado pela fabricação de bebidas, ao chegar na colônia, ele trouxe conhecimento sobre o assunto. Manoel acabou assumindo o cargo de coletor estadual, além de manter um armazém em sua casa. Teve dez filhos, sendo que seu caçula, Armando Peterlongo, assumiu os negócios posteriormente.

Contrate seu seguro aqui

No Brasil, Manoel buscou repetir os processos de elaboração dos vinhos e espumantes que tinha o hábito de beber na Itália. Assim, incentivou o cultivo de uvas brancas finas em toda a Serra Gaúcha. Seus experimentos foram iniciados em uma pequena cantina implantada no porão de casa. Com a produção de vinhos e espumantes ganhando espaço, surgiu a 1ª Exposição de Uvas de Garibaldi, evento em que Manoel ganhou medalha de ouro por seu Moscato Typo Champagne. Em 1913, houve o primeiro registro oficial da bebida no Brasil. Assim, a fama da “Champagne” cresceu; em 1915, a Casa Peterlongo foi oficialmente criada.

O PASSEIO NA VINÍCOLA PETERLONGO 11

Em 1921, diante do crescimento da Casa Peterlongo, Manoel pediu ajuda a seu filho caçula, Armando, para cuidar dos negócios. Armando Pertelongo exercia farmácia em Vacaria e aceitou feliz o desafio proposto pelo pai. Três anos depois, Manoel faleceu, e Armando assumiu todo o trabalho.

A Casa Peterlongo cresceu ainda mais, de modo que Armando projetou o “Estabelecimento Vinícola Armando Peterlongo”, o início da vinícola como hoje conhecemos. O empreendimento foi feito no terreno que o pai já possuía. Cada detalhe foi pensado dentro do conceito “Champagne”. Hoje, em virtude de sua história, a Peterlongo é a única vinícola que pode usar a nomenclatura “Champagne” em seus rótulos. A casa da família lembra um castelo, possuindo uma cave subterrânea e um túnel interligando aos jardins. Tudo foi montado com a melhor tecnologia para a elaboração de espumantes no método tradicional.

Reserve seu carro aqui

Em uma jogada de marketing, Armando Peterlongo lançou o Álbum Gran Espumantes, com várias explicações sobre o mundo dos espumantes, além de informações sobre a Peterlongo. Assim, apreciadores da bebida foram convidados à visitação, dando origem aos primeiros relatos de enoturismo na Serra Gaúcha. Vale lembrar que esse segmento do turismo é voltado à apreciação dos sabores e aromas de vinhos e espumantes, bem como ao conhecimento de seu ambiente de produção.

O PASSEIO NA VINÍCOLA PETERLONGO 3

Por volta de 1955, a vinícola começou a se modernizar, ampliando sua linha de produção. Assim, abriu espaço para a elaboração de whisky, conhaque e vinho – antes disso, era unicamente focada em espumantes.

Armando faleceu em sua primeira viagem para a Itália com a família em 1966. Seus genros, Ivo Franciosi e Alino Lorenzini, assumiram a vinícola.

Reserve seu hotel aqui

Entre os anos 80, 90 e 2000, surgiram vários lançamentos. Alguns foram descontinuados, pois eram sazonais. Em 2002, a vinícola foi vendida e deixou de pertencer à família Peterlongo. Em 2015, o empreendimento completou 100 anos desde sua criação.

O PASSEIO NA VINÍCOLA PETERLONGO 4

Onde fica a Vinícola Peterlongo?

A Vinícola Armando Peterlongo está localizada no centro de Garibaldi, na Rua Manoel Peterlongo Filho, 216 – Champanhe.

Tour

A vinícola Peterlongo está entre as precursoras do enoturismo na Serra Gaúcha. O Tour Armando Peterlongo é uma viagem de aromas e sabores, pois a tradição francesa da Champagne é mantida em suas instalações. No passeio, entramos no mundo dessa bebida singular. A construção da vinícola tem forma de palácio, e isso, por si só, já vale a visita. Na parte externa, os belos parreirais e a arquitetura se destacam. No tour guiado, conhecemos a parte interna da Peterlongo, e passamos por:

_Museu Armando Peterlongo: onde conhecemos um pouco da história do local, bem como alguns dos rótulos da vinícola;

_Tanques de fermentação;

_Barricas de Carvalho;

_Espaço da Guarda;

_Cave subterrânea: a primeira do Brasil;

_A loja: onde ocorre a degustação de quatro rótulos da vinícola.

O PASSEIO NA VINÍCOLA PETERLONGO 6

Piquenique

Piquenique NA VINÍCOLA PETERLONGO 10

Outra experiência à parte de que você pode desfrutar na Peterlongo é o piquenique. Você pode encomendar uma cesta para duas pessoas e aproveitar no agradável Wine Garden do local. A cesta vem cheia de gostosuras, incluindo pães, geleias, trufas e, é claro, vinho da marca. Há também uma tolha vermelha e branca, tudo pronto para tornar a experiência memorável. Ah… se chover, o piquenique pode ser transferido para a área interna.

Piquenique NA VINÍCOLA PETERLONGO 14

Natal Mágico Peterlongo

Para celebrar o Natal, a Vinícola Peterlongo entra no espírito. Entre o final de novembro e dezembro, ocorre o Natal Mágico Peterlongo. Nesse período, os tours dos sábados são especiais, com o Cortejo Mágico e a presença do Papai Noel. Além disso, o palácio fica iluminado: todos os dias (até início de janeiro), às 19h30, suas luzes se acendem. Na área do Papai Noel, também há um túnel iluminado. Essa é a oportunidade perfeita para visitar a vinícola com crianças.

Castelo iluminado da VINÍCOLA PETERLONGO

Nós fomos na inauguração da 6ª edição do Natal Mágico Peterlongo (28/11/2020). As atrações dessa edição são:

Cortejo Mágico

Cortejo Mágico VINÍCOLA PETERLONGO

Uma trupe de artista se apresenta ao longo do tour. Em cada parte do passeio, uma apresentação diferente, com expressão de arte sob várias formas: música, dança, malabarismo, acrobacia. O Cortejo Mágico, com seu encanto natalino, deixou o tour muito alegre e divertido.

Degustação

A degustação ocorre na loja, mais perto do final da visita (antes da grande surpresa). O visitante pode degustar quatro rótulos da Peterlongo. Ah… e é claro que também pensam nas crianças! Elas podem degustar o suco de uva integral da vinícola.

Túnel Iluminado e Espaço do Papai Noel

Então, a surpresa final da última apresentação da 6ª edição foi com a dança da fada açucarada, pertencente a “O Quebra-Nozes”, de Tchaikovsky… lindo, (cortejo) mágico! O Papai Noel, junto com suas assistentes Noelas, aguarda o visitante com muita alegria e magia para finalizar o passeio. Ali está o espaço do Papai Noel, um lugar perfeito para registrar o momento. No túnel iluminado, atravessamos um mundo de amor, sonhos e esperanças; a ideia é que os turistas deixem mensagens de carinho, assim como doações de alimentos (que o projeto “Corrente do Bem”, de Garibaldi, entregará para as crianças carentes).

O PASSEIO NA VINÍCOLA PETERLONGO 2

Castelo Iluminado

O acendimento de luzes do castelo já é uma tradição. No período do natal Mágico Peterlongo, o Castelo se ilumina todos os dias às 19h30, com a certeza da renovação do Natal, cheio de fé e esperança.

Castelo iluminado da VINÍCOLA PETERLONGO

Ingresso para o Natal Mágico: R$ 80,00 (+ 1kg de alimento não perecível).

Ingresso normal: R$ 49,00.

(Valores de 2020).

 

Atenção! Se beber, não dirija. Assim, nossa recomendação é contratar uma agência para fazer o passeio ou ir de Uber; assim, todos podem aproveitar com tranquilidade. Contudo, se optar por ir de carro, escolha o motorista da rodada, que não fará a degustação.