ORLEANS, SANTA CATARINA

A pequena cidade Orleans fica próxima de um dos mais belos cartões postais de Santa Catarina, a Serra do Rio do Rastro. A localidade é também conhecida como Capital Cultural. Como nas municipalidades vizinhas, a comunidade é de origem colonial italiana.

População: 22.900 habitantes.

Altitude: 132m

Fundação: dezembro de 1884.

Compre sua passagem aqui

Emancipação: 30 de agosto de 1913.

Um Pouco de História

Os imigrantes italianos que se instalaram ao sul de Santa Catarina eram provenientes das províncias italianas de Veneza, Treviso, Ferrara, Belluno, Cremona, Ferrara, Udine e Bérgamo. Depois dos italianos, a cidade também recebeu imigrantes alemães, poloneses, portugueses e letões. Esse contexto formou uma comunidade policultural.

ORLEANS, Igreja Matriz Santa Otília

A colonização da região iniciou em 1882, visando promover a ocupação da área por colonos imigrantes e nacionais por determinação do Imperador Dom Pedro II, que deu a região de presente de Casamento para Princesa Isabel e o Conde d’Eu.  No mesmo período, começou a construção da rede ferroviária para integrar a região carbonífera no sul de Santa Catarina. A cidade foi fundada em 26 de dezembro de 1884, quando, em uma viagem de trem, chegou ao local, Gastão de Orléans, Conde d’Eu, nobre francês que se casou com a Princesa Isabel Cristina Leopoldina Augusta Michaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bragança, conhecida como Princesa Isabel. O nome da cidade é para homenagear a cidade francesa de onde veio o Conde d’Eu.

Contrate seu seguro aqui

Uma peculiaridade do município é o projeto urbanístico original. Em época que não existia automóvel, a localidade baseou o traçado de suas vias urbanas em grandes avenidas, um projeto audacioso que até hoje comporta tranquilamente o trânsito local. Em 1913, a localidade se desmembrou do município de Tubarão, tornando-se uma cidade independente.

Onde fica Orleans?

Situa-se ao sul de Santa Catarina, fazendo limite com os municípios de Urubici, Grão-Pará, Braço do Norte, São Ludgero, Pedras Grandes, Urussanga, Lauro Müller e Bom Jardim da Serra. A cidade está localizada no início da Serra do Rio do Rastro, próximo do Planalto Serrano, Mar e as Termas de Tubarão e Gravatal, pertencendo à região metropolitana de Tubarão, assim como faz parte da região turística Encantos do Sul.

Como chegar?

Via SC-390, proveniente de Florianópolis, pega a BR 101 e entra na SC-437.

Distância de Florianópolis: 185km

Reserve seu carro aqui

Distância de Nova Veneza: 55 km

Pórtico de Orleans

Pórtico de Orleans

O que fazer em Orleans?

Orleans é um ponto de descanso para quem está visitando a região, que possui várias localidades com atrações ligadas ao ecoturismo, cultural, gastronômica até vinicultura. Em um raio de aproximadamente 50 km de distância, encontram-se de Orleans Nova Veneza, Siderópolis, Treviso, Lauro Muller, Bom Jardim da Serra, Urussanga, Treze de Maio, Criciúma e Tubarão.

Os principais pontos turísticos do município são…

Museu ao Ar Livre Princesa Isabel

O Museu ao ar livre Princesa Isabel divulga a cultura material de várias etnias. Seu acervo tem destaque para história da imigração em Orleans e região sul de Santa Catarina. Em uma área rodeada de natureza com mais de 20mil metros quadrados, encontramos algumas construções com características tradicionais, como: capela, estrebaria, casa do colono, cantina, olaria, engenho e marcenaria.

ORLEANS, Museu ao Ar Livre Princesa Isabel

O Museu foi inaugurado em 1980 e seu principal idealizador foi Pe. João Leonir Dall’Alba. Atualmente, o local é mantido pela Fundação Educacional Barriga Verde (FEBAVE), sendo tombado pelo estado e pelo Iphan, como patrimônio cultural brasileiro.

A expressão “ao ar livre” é porque a apresentação do acervo é em um ambiente natural e ecológico, com ênfase na forma de vida dos colonizadores no século XX.

Reserve seu hotel aqui

Horário: 9h às 12h e das 13h30min às 17h30min de terça até sexta-feira. 9h às 17hmin sábados, domingos e feriados. Fechado na segunda-feira.

Ingresso: R$ 10,00

Paredão Zé Diabo

O Paredão Zé do Diabo é uma obra com quase 200 metros de área, esculpida na rocha por José Fernandes, conhecido como Zé do Diabo (por isso o nome). As imagens esculpidas representam desde a criação do homem, até o profeta do antigo testamento. O trabalho levou oito anos para ser concluído, tendo início em 1980. Além de autor dessa obra, o artista era pedreiro e pintor.

ORLEANS, Paredão Zé Diabo

O belo paredão nos lembrou cenários de filmes americanos, em versão menor, mas super vale a pena a visita.

Esse atrativo fica no meio da estrada e a visitação é gratuita. O paredão fica a poucos quilometros do centro da cidade, tem placas que indicam o local e você também pode encontrar no maps procurando por “Paredão de Orleans”.

Igreja Matriz Santa Otília

 

ORLEANS, Igreja Matriz Santa Otília

A Igreja está localizada no centro da cidade, ponto obrigatório para quem gosta de turismo religioso. Independente da crença, vale conhecer, pois é a principal igreja do município. Ela fica na praça Celso Ramos e, ao seu lado, há um letreiro escrito “Eu amo Orleans”, então vale uma passada para registro. A igreja de religião católica foi inaugurada em 1892 e é bem charmosa.

Réplica da Primeira Igreja e Conde D’Eu

Esses dois atrativos ficam praticamente juntos. O primeiro, como o nome diz, é a réplica da primeira igreja da cidade, uma capelinha super charmosa no topo de uma pequena colina. Mais para baixo, na rua, fica a estátua em homenagem ao Conde D’Eu.

ORLEANS, Réplica da Primeira Igreja e Conde D’Eu