XANGRI-LÁ: LITORAL NORTE GAÚCHO

Xangri-lá é conhecida como a capital dos condomínios, uma das praias mais procuradas pelos gaúchos. Recebeu emancipação de Capão da Canoa em 1962.

XANGRI-LÁ 3

Xangri-lá é muito frequentada por gaúchos, especialmente na época do verão, quando ela, assim como as outras praias conhecidas do litoral gaúcho costumam lotar. Poucas pessoas moram na cidade, sendo que a maioria dos frequentadores são veranistas. O Balneário de Atlântida, vizinho a Capão da Canoa, costuma ser um dos mais procurados. Especialmente nos períodos de Ano Novo e Carnaval, a estrada Porto AlegreLitoral Norte normalmente demora pelo menos o dobro do tempo normal por conta do enorme engarrafamento.

Compre sua passagem aqui

Uma característica do litoral gaúcho (com exceção de Torres) é a água do mar ser marrom, agitada, com correnteza e em determinados dias com muita Água Viva. Nós, gaúchos, apelidamos a cor do nosso mar de “chocolatão”. Porém, isso não impede as pessoas de entrar no mar e aproveitar a praia. O clima praiano da mesma forma é muito agradável. Eventualmente, o mar fica limpo e calmo. Dessa forma, as praias lotam e o mar fica cheio de banhistas. Porém, infelizmente, nada é um mar de rosas, e nessas ocasiões muitas águas vivas chegam à beira da praia.

O projeto urbano de Xangri-lá é a base de casas residências/ veraneio, com poucos edifícios. Belas casas e até mansões integram o cenário. Além disso, muitos condomínios fechados, como já dito, Xangri-lá é conhecida como a capital dos condomínios. Os típicos condomínios são verdadeiros clubes sociais e, dessa forma, oferecem várias comodidades e atrações ao veranista. Inclusive, se você tiver oportunidade, recomendamos alugar uma casa em um dos condomínios, há algumas opções no Airbnb.

XANGRI-LÁ 2

Contrate seu seguro aqui

Curiosidade 1: O nome do município tem origem da palavra, Shangri-Lá, criada pelo novelista inglês James Hilton, na sua obra Horizonte Perdido. Xangri-Lá é a terra dos homens felizes e significa país imaginário.

Curiosidade 2: Paraguassu é rua principal do litoral gaúcho, começando em Imbé indo até Torres.

Como chegar?

Carro ou Ônibus

Para que vem de carro saindo de Porto Alegre, pega a Freway. No final da Freway, tem duas opções: dobrar à direita e pegar a RS030 e em seguida fazer o retorno para pegar a Estrada do Mar à esquerda sentido Capão da Canoa ou seguir reto na BR101 até a saída 71 e após, pegar a RS407.

Reserve seu carro aqui

A outra opção é ônibus. Há saídas diárias da capital e outras cidades. Nos finais de semana de verão e feriados, é aconselhável comprar a passagem de ônibus com certa antecedência, já que o destino é muito procurado.

Distância de Porto Alegre: 132km

O que fazer?

As principais atrações da cidade são relacionadas ao mar. Descansar nos seu 18km de praia é uma boa opção para quem procura tranquilidade. Contudo, o mar é agitado, sendo um atrativo para os sufistas, que, por sinal, é uma característica do litoral Norte Gaúcho.

XANGRI-LÁ 4

Para quem procura agito, há opções de casas noturnas muito frequentadas na alta temporada. Na Avenida Central, no Balneário de Atlântida, há várias opções de festas e é comum veranistas das outras praias se deslocarem para esses pontos. Nessa mesma rua, tem dois Food Park com trucks com variadas opções gastronômicas e, em alguns dias, tem música ao vivo. Porém, os Food Park’s só funcionam no veraneio e as casas noturnas costumam abrir no veraneio e em alguns feriados.

Para quem gosta de fazer compras, tem um shopping em Xangri-Lá, o Aldeia Praia Shopping, localizado na Avenida Paraguassu.

Praias

XANGRI-LÁ 1

Xangri-Lá é formada por nove balneários. As praias mais procuradas nos seus 18km de costa são Atlântida e Xangri-Lá. Outros balneários também merecem destaque, como: Remanso, Rainha do Mar, Noiva do Mar. As guaritas dos salva-vidas, em forma de pirâmide, são numeradas em ordem crescente de norte a sul, iniciando em Torres. Dessa forma, tornam-se ponto de referência para os veranistas.

XANGRI-LÁ Remanso

Remanso

Reserve seu hotel aqui

Assistir ao sol nascer na praia é um belíssimo espetáculo que a natureza proporciona no litoral norte gaúcho.

sol nascendo no primeiroo dia do ano de 2018 em Atlantida

Sol nascendo no primeiro dia de 2018

Pórtico de Xangri-Lá

Pórtico de Xangri-Lá bem-vindo a xangri-lá

Chegando em Xangri-Lá, no fim da estrada, pela entrada no Balneário de Atlântida (divisa com Capão da Canoa) nos deparamos com o pórtico de boas-vindas “Bem – Vindo a Xangri-Lá”. Assim somos recebidos e entramos no agradável clima litorâneo.

Centrinho de Atlântida

O centrinho de Atlântida é próximo à praia, com opções gastronômicas. Também há um campo de minigolfe. O local já foi um point noturno para os jovens, contudo, atualmente, a partir das 19h é proibida a venda de bebidas alcoólicas no centrinho e arredores. Dessa forma, o movimento costuma ir até no máximo meia noite, quando os estabelecimentos fecham as portas.

Plataforma de Atlântida

Plataforma de Atlântida

É o cartão postal de Xangri-Lá… Localizada no Balneário de Atlântida, a plataforma avança 300metros sobre o mar. Essa é uma das poucas plataformas marítimas que existem no mundo. O local é uma Associação dos Usuários da Plataforma Marítima de Atlântida (ASUPLAMA). Utilizada especialmente para pesca. O arredor do trapiche é muito utilizado por surfistas para a prática do esporte. Quem não é sócio pode entrar mediante pagamento de taxa (R$ 5,00). É um dos poucos pontos da praia em que é possível assistir ao pôr do sol, já que o sol nasce no lado do mar (que por sinal é um belíssimo espetáculo, vale a pena madrugar).

Sambaqui do Capão Alto

Sambaqui do Capão Alto

Em Xangri-Lá está o Sambaqui, considerado sítio arqueológico, pois são elevações criadas por habitantes pré-históricos, por volta de 4.500 anos AC. Sambaqui é um acúmulo de conchas, que chega a formar uma pequena montanha. Em Tupi-Guarani, Sambaqui significa amontoado de conchas.

Sambaqui do Capão Alto

O sítio arqueológico é pouquíssimo conhecido pelos veranistas e até mesmo pelos moradores. Nós mesmas descobrimos há pouco tempo, quando encontramos uma placa “Sítio Arqueológico” em plena Paraguassu. Nossa primeira reação foi “tem um sítio arqueológico em Xangri-Lá e não sabíamos?” Seguimos a placa e encontramos uma área cercada, com acesso proibido. Pelo menos havia placas indicando o local, pois a área pouco parecia com um sítio arqueológico. Mas mesmo com sua simplicidade, carrega boa parte da história do nosso litoral. Inclusive, o local é considerado patrimônio cultural brasileiro. Contudo, infelizmente, o local encontra-se abandonado.

Parque eólico Xangri-Lá

Localizado na estrada R-407, quase na estrada de Xangri-Lá, para quem vem pela estrada de Osório para Capão da Canoa ou Xangri-Lá obrigatoriamente cruza o local. O parque eólico de Xangri-Lá foi feito pela Honda Energy e começou seu funcionamento no final de 2014.

Parque eólico Xangri-Lá

O parque tem vários moinhos de vento que captam a energia do ar e transforma em energia útil. A energia eólica, em regra, traz bem menos impacto para o meio ambiente que qualquer outra fonte de energia. Assim, esse tipo de parque ajuda a preservar o meio ambiente. Há outro parque como esse, em Osório, próximo dali.

O visitante pode para num estacionamento ao lado da estrada para tirar fotos. Contudo, não é permitida visitação.

Segundo dados, a Honda deixou de emitir mais de 24 mil toneladas de CO2 no meio ambiente desde do início do funcionamento. Dessa forma, impactos à natureza foram evitados.