PICADA CAFÉ

PICADA CAFÉ , UM RECANTO CHARMOSO A CAMINHO DE GRAMADO

Data da emancipação de Picada Café: no dia 20 de março de 1992, o município desmembrou-se de Nova Petrópolis, Ivoti e Santa Maria do Herval.

Compre sua passagem aqui

Altitude: 106 metros.

População: aproximadamente 5.500 habitantes.

 

PICADA CAFÉ, UM RECANTO CHARMOSO A CAMINHO DE GRAMADO

Picada café vista do Morro dos Ventos

Como chegar?

Carro

Picada Café fica no caminho para Gramado pela estrada Via Nova Petrópolis. Sugerimos para no Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn no caminho.

Distância de Porto Alegre: 76 km.

Duração da viagem partindo Porto Alegre: 1h20min.

Reserve seu carro aqui

 

 

Origem e história

Picada Café (ou Kaffeeschneiss, no dialeto regional) é um município formado a partir da imigração alemã; até hoje, conserva inúmeros elementos da tradição desse povo. Pertence à mesorregião metropolitana de Porto Alegre e à microrregião de Gramado-Canela, já tendo estado vinculada a São Leopoldo, São Sebastião do Caí e Nova Petrópolis – esta última até a data de sua emancipação, em 20 de março de 1992.

Contrate seu seguro aqui

Conhecida como “a cidade dos lírios”, situa-se na encosta da Serra Gaúcha, fazendo fronteira com Nova Petrópolis, Santa Maria do Herval, Linha Nova, Presidente Lucena e Morro Reuter. Sua paisagem montanhosa, coberta de matas nativas e riachos que deságuam no rio Cadeia, transforma o pequeno município em um reduto de beleza natural.

Foi no ano de 1844 que teve início o povoamento da região que, mais tarde, se transformaria em Picada Café; originalmente, tratava-se de uma picada da colônia alemã de São Leopoldo. Conta-se que o peculiar nome foi dado pelo colono César Glockner. Percebendo que os imigrantes haviam aberto um caminho provisório – e que o espaço servia de parada para os viajantes –, Glockner resolveu chamá-lo de “Picada”. Para completar, havia uma pequena plantação de café no lugar: daí a simpática combinação de Picada Café. Em outra versão histórica, diz-se que os tropeiros passavam pela estrada próxima ao Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn, onde acampavam durante o pernoite e bebiam café, até poderem seguir viagem no dia seguinte; essas circunstâncias teriam marcado para sempre a região com o nome da bebida estimulante.

Características e bairros da cidade

De fácil acesso, Picada Café possui a maior parte de suas vias asfaltadas – inclusive no acesso o seu cartão postal, o moinho construído em 1928, localizado no Parque Histórico Jorge Kuhn.

Reserve seu hotel aqui

Reparte-se em diversos bairros, dentre os quais se destacam os núcleos que se formaram a partir da colonização alemã, como Joaneta, Jammerthal, Morro Bock, Quatro Cantos, Lichtenthal, Picada Holanda e Kaffeeck. Os demais bairros foram criados por decretos.

Jammerthal

De acordo com antigos relatos, o bairro Jammerthal (Vale das Lamentações) recebeu o nome por causa da esposa do agrimensor. Observando o árduo trabalho do marido entre as águas, os arbustos espinhentos, as intempéries e outros empecilhos, a mulher teria dito “ist das ein jammer!”, referindo-se às lamentáveis condições da lida.

Picada Holanda

Na Picada Holanda, encontra-se a Capela Nossa Senhora da Visitação – a mais antiga do município, fundada em 1853. Junto a ela, localiza-se o mais antigo cemitério de Picada Café.

No passado, os núcleos do povoado tinham, cada qual, uma capela ou sala de orações, denotando a tradição religiosa do povo alemão. Além disso, casas de secos e molhados e espaços onde ocorriam bailes, festas, eventos esportivos, bolão e festividades do Kerb (espécie de confraternização tipicamente germânica, popular no interior gaúcho) agitavam a vida da comunidade.

A cultura festiva não desapareceu do espírito dos moradores locais. Picada Café sedia diversos eventos gastronômicos, feiras e apresentações, bastando que o viajante se informe e escolha a data certa para conhecer as festividades.

Economicamente, a cidade se destaca por acumular várias empresas do ramo coureiro-calçadista, que vêm atraindo um considerável fluxo turístico. Conta, também, com um dos maiores curtumes do Estado, sendo um grande gerador de empregos. Malharias e fábricas de estofados também compõem o painel econômico.

A cidade permite conhecer, através de suas construções e elementos culturais, a história da colonização alemã. Veem-se casas de estilo enxaimel, datadas do século XIX, erguidas pela primeira leva germânica que desembarcou nas terras gaúchas; esse modelo arquitetônico – com hastes de madeira nas fachadas – conferem uma estética tipicamente alemã às residências.

Quem visita Picada Café ainda tem a oportunidade de vislumbrar a exuberante natureza da área rural, percorrendo estradas de chão batido. A simpática cidade da serra gaúcha também apresenta boas opções para a prática de atividades ecológicas e esportes radicais. Longe da violência das grandes metrópoles, a pequena comunidade ainda preserva o hábito de manter as portas das casas abertas. O povo fala o dialeto alemão que se consolidou na região.

Joaneta

No bairro Joaneta, encontra-se a antiga Picada Café, que remete o visitante à metade do século XIX. Às vezes, fica até difícil distinguir a zona rural da zona urbana dessa bucólica cidade, que possibilita uma incursão pela história, pela natureza e pela tranquilidade da vida interiorana.

Picada Café faz parte da Rota Romântica, uma rota turística cênica que passa por um total de 14 municípios da Serra Gaúcha, ao longo de aproximadamente 184 km, indo de São Leopoldo a São Francisco de Paula. O relevo montanhoso e os plátanos (árvores cujas folhas ganham um tom avermelhado no outono, vindo a cair no inverno) ornamentam o caminho que conduz à cidade, na qual o viajante ingressa através de um charmoso pórtico de entrada.

Como se locomover em Picada Café?

Caso deseje locomover-se pela cidade sem utilizar carro próprio – evitando o incômodo de procurar lugares para estacionar –, o viajante pode consultar os itinerários e os horários do transporte público municipal através do site da Prefeitura de Picada Café.

Todos os trajetos passam pela tradicional localidade de Joaneta, onde se encontra a matriz da paróquia católica de Picada Café, além de construções históricas no estilo enxaimel.

Preste atenção aos horários em que circulam as linhas e aos dias em que operam. Em geral, não atendem aos sábados, domingos e feriados, conforme consta no site oficial.

É possível consultar, ainda, as informações relativas a uma série de linhas intermunicipais, que conectam Picada Café a Nova Petrópolis, Porto Alegre, Caxias do Sul, Dois Irmãos, São José dos Ausentes, Ivoti, Canela, São Leopoldo, Picada Holanda, Pinhal Alto e Morro Bock: linhas intermunicipais.

 

O que fazer em Picada Café?

Parques, praças, prédios históricos e atividades ecológicas

O cartão postal da cidade é o antigo moinho com roda de ferro. Edificado em 1928, sua função original era produzir farinha e óleo, além de descascar o arroz colhido. Para moer os grãos, a roda de ferro girava as pedras mós (pedras duras, redondas e planas com as quais os moinhos trituram os grãos). Junto ao antigo prédio de cor amarela, a grande roda tornou-se o símbolo de Pica Café; hoje, o local abriga a sede da Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio.

Ao lado do prédio, correm as águas do sinuoso rio Cadeia, havendo uma pequena ponte para cruzá-las. No local, também se encontra a associação de artesões, onde se vendem produtos típicos.

 

Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn

PICADA CAFÉ, UM RECANTO CHARMOSO A CAMINHO DE GRAMADO 1

O Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn, com seus bosques e suas águas, é a principal atração turística. É nele que se encontra o cartão postal da cidade, a casa com o antigo moinho. No interior da área verde, há outros prédios históricos do inicio do século XX, como a Casa Comercial e Residência Cristian Kuhn e o Museu do Açougue, além de galpões e estrebarias. O local recebe festas tradicionais da cidade, como a Festa do Café, Cuca e Linguiça, o Parque Encantado da Páscoa e a Kaffeschneis Fest, que comemora a emancipação do município, com musicais, bandas típicas alemãs e danças folclóricas. Esses eventos movimentam o turismo da região e resgatam as tradições do passado.

A Casa Comercial e Residência Cristian Kuhn foi edificada a partir de 1880 e concluída ao longo de três épocas diferentes, ao estilo enxaimel, com estrutura de madeira escura preenchida em pedra grés. Suas dependências comportam o acervo histórico da época. Para quem vinha de Morro Reuter e Dois Irmãos rumo a Joaneta, a casa servia de entreposto comercial. Entre 2011 e 2012, passou por restauração.

Casa Comercial e Residência Cristian Kuhn

PICADA CAFÉ, UM RECANTO CHARMOSO A CAMINHO DE GRAMADO 2

O moinho, o açougue e o armazém que existiam na época eram parada obrigatória dos tropeiros que subiram a serra no século XIX. Por isso, a atmosfera do local está impregnada de história.

No Museu do Açougue, funcionava o antigo Açougue Progresso. A casa de carnes foi erigida em 1941, pela família Kuhn. Nela, carne de gado e cortes suínos passavam por industrialização, produzindo linguiças, torresmo e banha. O museu conta a história dos colonizadores, explicando o processo de produção dentro do açougue e conservando utensílios da época. Nesse prédio, também se encontra a cafeteria Café no Parque.

Morro dos Ventos

O Morro dos Ventos (Rua Balduíno Metz, 3500 – Morro Hansen, horário de funcionamento das 10h às 18h, diariamente) convida os turistas para caminhadas ecológicas e atividades esportivas. Esportes radicais podem ser feitos, como rapel, voo livre (paraglide) e ciclismo (nas modalidades mountain bike e downhill). Os praticantes de paraglide podem iniciar o voo na rampa do parque e apreciar a vista panorâmica da montanha. No meio da floresta, há uma pirâmide de energia piramidal, associada a técnicas de relaxamento e medicina alternativa.

Casa de Cultura Joaneta

A Casa de Cultura Joaneta (Rua Arroio Terra, s/n – Joaneta), localizada na Praça Arthur Stumpf, é um local reservado às manifestações artísticas e culturais dos moradores, com exposições e oficinas. Tombada pelo patrimônio histórico da cidade, a antiga casa em estilo enxaimel data do século XX. Estudos e relatos indicam que foi sede de uma escola comunitária e do Centro Recreativo da Vila Sociedade Joanetta Riograndense, que oferecia aos associados festas religiosas, noites artísticas, apresentações e bailes, mantendo, ainda, o coro paroquial. O edifício também foi sede da subprefeitura e moradia dos subprefeitos.

Praça Santa Joana Francisca de Chantal

A Praça Santa Joana Francisca de Chantal (Rua Vicente Prieto – Joaneta) – popularmente conhecida como O Morro Pelado –, é um logradouro público situado junto ao Rio Cadeia. A praça possui uma bela vista panorâmica do leito do rio que passa pela cidade.

Biblioteca Municipal José Lutzenberger

Na Rua Emancipação, em frente à esquina da Rua Roque Puhl, está a Biblioteca Municipal José Lutzenberger – Telecentro comunitário. A biblioteca originalmente se localizava no Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn; inaugurada em 2006, mudou-se para a zona central da cidade no ano de 2013, com o intuito de ter uma maior capacidade de armazenamento de livros e acessibilidade.

Mirante Edgar Michaelsen

O Mirante Edgar Michaelsen, com 356 metros de altitude, situado na Rua Balduino Klein, Quatro Cantos, possui uma bela vista da serra verdejante; na parte baixa do vale, vê-se a pequena e simpática Picada Café.

PICADA CAFÉ, UM RECANTO CHARMOSO A CAMINHO DE GRAMADO 3Mirante Edgar Michaelsen

Camping Prainha

O Camping Prainha (Rua Emancipação, s/n, Centro), situado às margens do rio Cadeia (afluente da margem esquerda do rio Caí), é o ponto ideal para passar um fim de semana acampando em meio à natureza. No local, é possível praticar atividades esportivas ao ar livre e tomar banho nas águas de açudes, lagos e do rio. O campista tem à disposição campo de futebol, quadra de vôlei de areia, bar e estrutura de banheiros com água quente.

Além dos prédios históricos já mencionados, destacam-se ainda:

  • Conjunto de edificações da família Utzig: trata-se de duas casas da metade do século XIX, uma em estilo enxaimel a outra em estilo eclético.
  • Casa da família Ott: edificação do início do século XX, localizada no bairro histórico de Joaneta. O local possui o potreiro mais antigo e em bom estado de conservação do município.
  • Armazém e Fábrica de Queijos da Família Schmitt: a fábrica de queijos datada de 1907 foi a primeira da região, servindo de referência local.

Tour da fé

Percorrer as igrejas históricas edificadas entre 1881 e 1957 permite uma interessante incursão cultural e espiritual no município de Picada Café. O estilo arquitetônico dos templos religiosos mantém o padrão colonial germânico; dentro deles, o visitante pode apreciar obras de arte, vitrais e itens sagrados. O roteiro religioso inclui os seguintes pontos: Igreja Santa Joana Francisca de Chantal, Capela Sagrado Coração de Jesus, Igreja Evangélica São João, Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e Capela Nossa Senhora da Visitação.

A Capela Nossa Senhora da Visitação (Rua Guilherme Kirschner, nº 179, Picada Holanda) abriga o Memorial da Fé. Constitui patrimônio histórico do município. A visita só pode ser feita com prévio agendamento. Apesar de o local ter perdido seu caráter sagrado – tendo ocorrido a dessacralização –, os picadenses continuam utilizando a capela para a prática da fé com cultos e casamentos. Há, também, eventos culturais, como apresentações de música erudita.

Gastronomia de Picada Café

Como qualquer cidade de imigração alemã, Picada Café não pode deixar de apresentar um bom cardápio de opções gastronômicas. Deliciosos queijos coloniais, linguiças, galetos, massas, pizzarias, rodízio de sopas e muitas outras variedades da comida alemã podem ser apreciadas. Há casas com excelente comida escondidas na zona rural, esperando para serem descobertas.

Para valorizar sua tradição gastronômica, o município criou o roteiro rural Sabores e Café da Colônia. O tour sugerido inicia pelo café da manhã na Tenda 208 e termina no café colonial Espaço Bem-Estar. O visitante não precisa seguir pontualmente o roteiro, podendo escolher alguns lugares dentre as casas sugeridas para conhecer os sabores de Picada Café.

Tenda 208

A Tenda 208 (BR-116, 2348, funcionamento das 9h às 20h, sexta-feira, sábado e domingo) teve seu nome emprestado do quilômetro em que se encontra. Oferece sucos naturais, lanches e cafés. Conta, ainda, com exposição e venda de artesanatos.

Um Chá pra Ti

Depois de tomar um saboroso café na Tenda 208, pode-se degustar um chá na casa Um Chá pra Ti.

Um Chá pra Ti (Rua Presidente Lucena, 281) possui uma variedade de aproximadamente cem chás, sendo trinta deles desidratados. Um dos pontos de destaque é a vista panorâmica que o local de degustação oferece.

Para a hora do almoço, sugere-se a comida caseira do Morro do Vento, com a tradicional galinhada. O local onde se serve a refeição situa-se junto ao parque particular Morro do Vento. Para quem estiver no parque, após uma caminhada, nada melhor do que aproveitar os pratos oferecidos no restaurante. Os que desejam levar uma lembrança também podem encontrar boas opções entre os artesanatos que se encontram à venda.

No Parque Histórico Municipal Jorge Kuhn, sugere-se ao visitante saborear uma típica cuca colonial alemã. Os alimentos são preparados no forno de barro, resultando em bolachas, pães e cucas com um sabor especial. O armazém do parque possui geleias e sucos, entre outros produtos produzidos pela Coopernatural.

Mais tarde, recomenda-se uma degustação na Cervejaria SteinHaus. A Cerveja Orgânica SteinHaus (Rua Heinrich Bunchen, 345, funcionamento das 8h30min às 17h30min, diariamente, fechando aos finais de semana) produz uma cerveja 100% orgânica e sustentável. É a primeira cervejaria do Brasil com certificado de cerveja orgânica artesanal.

Por fim, o Espaço do Bem-Estar (em Joaneta) oferece um típico café colonial, com tortas, cafés, sucos, chimias, pães e todos os ingredientes tradicionais dos cafés alemães.

 

Eventos de Picada Café

No site da prefeitura, é possível conferir os eventos que ocorrem em cada mês do ano, planejando sua viagem conforme as atrações locais.

 

Sugestões de visitas a cidades próximas

 

Morro Reuter

Distância de Picada Café a Morro Reuter: 21 km.

Duração da viagem de Picada Café a Morro Reuter: 20min.

Linha Nova

Distância de Picada Café a Linha Nova: 11 km.

Duração da viagem de Picada Café a Linha Nova: 15min.