TREVISO, SANTA CATARINA

“A Natureza encanta e desafia!” Treviso é um destino voltado ao ecoturismo, situado entre o vale e a serra, com encantadoras formações rochosas, paisagens de montanhas, cachoeiras, bem como instigantes trilhas para percorrer no meio da floresta junto às montanhas. O local integra um roteiro conjunto com outras cidades e Serra do Rio do Rastro.

Compre sua passagem aqui

Situa-se ao sul de Santa Catarina, na região turística de Encantos do Sul, fazendo limite com os municípios de Lauro Muller, Siderópolis, Bom Jardim da Serra, bem como Urussanga. A cidade está localizada entre a Serra do Rio do Rastro e o Oceano Atlântico.

Altitude: 147m

História

A pequena e calma comunidade apresenta baixo índice de violência. A cidade, de origem italiana, teve seus imigrantes provenientes da região do Vêneto, Itália. Cerca de 100 famílias chegaram à região catarinense em 18 de julho de 1891, imigrantes estes provenientes das províncias italianas de Veneza, Treviso, Ferrara, Belluno, Cremona, Ferrara, Udine, bem como Bérgamo. Os imigrantes colonizaram várias pequenas comunidades na região e uma delas foi Treviso.

Antes da chegada dos imigrantes italianos, em 1822, foi descoberto na região o carvão mineral. Então, em 1876, iniciou a exploração do carvão da região. Assim, em 1940, na atual cidade de Siderópolis, instalou-se a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).

Contrate seu seguro aqui

A localidade passou a integrar o município de Urussanga em 1901. Em 1958, com a criação do município de Siderópolis, Treviso tornou-se distrito da nova cidade. Então, em 1995, Treviso se emancipou de Siderópolis, tornando-se município.

A principal atividade da comunidade é a extração do carvão. Treviso também é procurada para atividades ligadas ao ecoturismo, para explorar as belezas naturais da região, podendo ser visitadas em qualquer época do ano. O ideal para as trilhas mais longas é fazer com tempo firme.  Treviso realiza anualmente a Festa do Colono, com shows e comida típica italiana.

Hospedagem

A maioria dos locais para hospedagem da cidade é em área rural. O melhor ponto para se hospedar é na cidade vizinha de Nova Veneza, que é um polo gastronômico da região.

Reserve seu hotel pelo Booking aqui

Como chegar?

Através da BR 101. Chega-se à cidade via SC-446, proveniente pelo norte Lauro MullerSerra do Rio do Rastro ou, pelo lado sul, o visitante pode vir de Nova Veneza.

Distância de Nova Veneza: 23 km

Reserve seu carro aqui

O que fazer?

Destacamos aqui alguns pontos turísticos desta pequena cidade catarinense.

Torre Bem-vindo

Torre Bem-vindo a Treviso

Ao chegar em Treviso, somos recepcionados com uma torre onde se lê: “Sejam Bem-Vindos”. A torre é uma versão menor da que tem na cidade de Treviso na Itália.

Igreja Matriz

Igreja Matriz de TREVISO

Um templo da religião católica localizado no centro de Treviso. A Paróquia foi criada em 1969.

Mirante Público do Morro São Pedro

TREVISO, SANTA CATARINA

No alto do Morro São Pedro, o mirante nos proporciona uma bela vista de Treviso e o contexto de vales e montanhas no qual está inserido. Junto ao mirante, há uma estátua de Cristo. O acesso é por estrada de chão, com partes um pouco íngremes, pois é subida do morro.

Gruta Nossa Senhora de Lourdes

Gruta Nossa Senhora de Lourdes TREVISO

Uma pequena e agradável gruta com a imagem da Nossa Senhora de Lourdes. Um ótimo lugar para rezar e agradecer.

Cachoeira do Salto Branco

A Cachoeira do Salto Branco fica na comunidade Santo Antonio em uma propriedade privada. Chegamos ao local por uma estrada de chão e, em frente a propriedade, há uma pequena igreja onde estacionamos o carro. Para chegar até a queda, precisamos percorrer uma trilha fácil de aproximadamente 1,1km (2,2km ida e volta). A trilha tem início na base do Projeto Primata.

TREVISO, SANTA CATARINA 2

A queda, com 77 metros, forma um cenário esplêndido no munícipio. O interessante é que ela percorre uma rocha multicolor, nas cores cinza, vermelho, branco e preto.

Reserve seu hotel pelo El Quarto aqui

Cachoeira do rio manin

TREVISO, Cachoeira do rio manin

A cachoeira localizada no Balneário Rio Manin é formada por uma corredeira íngreme, parecendo um tobágua. Ela fica sob uma ponte e o topo da queda pode ser apreciado nela, mas nesse ponto não temos a melhor visão dali. Os moradores locais costumam se banhar nesse balneário. O acesso para chegar na ponte é fácil, através de uma estrada pavimentada. Contudo, para acessar a parte inferior, é preciso realizar uma pequena trilha.

Dois Dedos Gastronomia e Lazer

TREVISO, SANTA CATARINA 4

Vista do Dois Dedos

O Dois Dedos Gastronomia e Lazer abriga algumas das principais atrações de Treviso: mirantes para o Cânion Cirenaica, a Cachoeira Cirenaica, bem como é dali que sai a trilha para os Dois Dedos. É um parque com estrutura, estacionamento, assim como área para camping. O acesso é por uma estrada de chão batido. Aos finais de semana, funciona um restaurante no local, mas durante a semana as outras atrações estão abertas. Os donos moram próximo ao local e, por isso, pode parecer fechado. Quando chegamos, não tinha ninguém, mas nos avistaram nas câmeras e uma senhora super simpática desceu para nos atender. É cobrado ingresso para essas atrações: quem for no mirante e /ou cachoeira é R$ 5,00, já quem vai fazer a trilha é R$ 15,00 (incluindo as três atrações).

Mirante para o Cânion Cirenaica

TREVISO, SANTA CATARINA 6

O Cânion do Cirenaica é uma das tantas belas paisagens da região. Há vários mirantes pelos quais podemos admirá-lo de vários ângulos. Olhando para baixo, podemos ver o rio de mesmo nome.

Cachoeira Cirenaica

TREVISO, Cachoeira Cirenaica

A Cachoeira Cirenaica possui 15m de altura e é acessada por uma pequena trilha de uns 300m. No caminho, há escadas nas quais podemos ir para parte inferior do rio e avistar de longe a queda. Mas, para vê-la pela parte inferior de perto, só caminhando por dentro do rio. Voltando à trilha, seguindo em frente, chegamos ao topo da queda, uma visão diferenciada da água escorregando nas rochas, uma das mais belas visões da cachoeira.

TREVISO, SANTA CATARINA 3

Topo da Cachoeira Cirenaica

Trilha dos Dois Dedos

Ao alcançar a pedra dos Dois Dedos, o visual é inexplicável: a rocha dos dois dedos, que é um bloco com 50m de altura, junto com o visual esplêndido das montanhas e dos vales. O nome da pedra é por possuir o formato de dois dedos, os quais conseguimos avistar de longe. Contudo, ao chegar no topo, só vemos um dos dedos.

TREVISO, Trilha dos Dois Dedos

A trilha é difícil, com 4km de subida (8km ida e volta). Os primeiros 2km são mais fáceis; já os últimos 2km são mais íngremes, com muitas cordas para se segurar, algumas partes com alto grau de dificuldades, especialmente em dias de chuva ou pós chuva, quando o piso está molhado. O caminho é por dentro da mata. Recomendamos que leve água e repelente. Normalmente, a subida é mais difícil do que a descida, mas nessa trilha nos questionamos sobre isso, ainda que no momento que atingimos o topo passou uma nuvem e choveu por uns 5min e embarrou todo caminho. A volta foi de alguns escorregões e finalizamos a trilha com roupas, bem como sapatos embarrados. Contudo, o lado positivo da chuva foi que nos proporcionou um belíssimo arco-íris visto do alto.

 

TREVISO, Trilha dos Dois Dedos