SÃO MIGUEL DAS MISSÕES: O QUE FAZER?

São Miguel das Missões é uma cidade do Rio Grande do Sul que chama atenção dos turistas por causa das ruínas missioneiras. A cidade é conhecida pelos Sete Povos das Missões, um conjunto de sete aldeias indígenas fundadas por padres jesuítas espanhóis em Rio Grande de São Pedro (na época, o território era dos espanhóis, hoje é no Rio Grande do Sul). No Brasil, São Miguel das Missões é mais procurada para visitação. E não é para menos, pois as ruínas são lindas e uma das mais bem conservadas no País. Além disso, ela é a única do Brasil considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Contudo, não é só o sítio arqueológico que a cidade oferece. Além das ruínas, o visitante também irá encontrar outros pontos turísticos relacionados com a época missioneira.

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES: O QUE FAZER? 2

Compre sua passagem aqui

O que fazer?

O turismo em São Miguel das Missões gira em torno de sua história missioneira. A cidade respira história, então é um destino perfeito para conhecer in loco a história do nosso estado.

Pórtico da Cidade

CO YVY OGUERECO YARA, essas são as palavras escritas no pórtico na língua guarani. Frase famosa dita pelo Sepe Tiarajú na Guerra Guranitica, que significa: “Esta terra tem dono”.

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES Pórtico da Cidade

Contrate seu seguro aqui

O pórtico é uma verdadeira aula de história, não só pela frase, mas por todos os elementos representados lá. O monumento é uma homenagem aos guaranis, aos jesuítas e todos que participaram da formação da cultura missioneira na cidade. No pórtico, encontramos as representações da: Cruz Missioneira, Família Guaraní, São Miguel Arcanjo, Cristóvão de Mendonza, Sepé Tiarajú, História Gravada (esculturas que representam passagens históricas).

Sítio arqueológico São Miguel de Arcanjo

A ruína foi Patrimônio Mundial da UNESCO em 1983, o único do sul do Brasil. Ali os jesuítas tinham o sonho de formar uma sociedade baseada no coletivismo e solidariedade. A história desse sítio inicia em 1632, quando a redução foi fundada. Contudo, só em 1687 ela foi instalada no local definitivamente.

Horário: das 9h às 12hs e das 14h às 18hs, de terça-feira a domingo. Segunda abre apenas de tarde.

Algumas estruturas arquitetônicas que merecem destaque nas Ruínas de São Miguel Arcanjo:

_O Sino é considerado o mais antigo sino do Rio Grande do Sul. Nele está escrito: “São Miguel rogai por nós – ano 1726” na parte superior; e na parte inferior: “Miguel é anjo da paz e está no prédio”.

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES: Sino

_A Cruz Missioneira  é o símbolo da fé redobrada, por isso os dois braços da cruz. Além disso, é o símbolo máximo da espiritualidade da região e a marca dos 30 povos.

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES: O QUE FAZER? Cruz Missioneira

Reserve seu hotel aqui

_O acervo do Museu consiste na maior coleção púbica de arte sacra missioneira. O objetivo é preservar, documentar e divulgar o patrimônio das reduções missioneiras, reunindo-os em um só local.

_A Igreja guarda um simbolismo missioneiro, além da sua grandiosa arquitetura. Foi construída em 1735 pelo arquiteto italiano Gean Batista Primolli.

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES: Igreja interna

Além dessas estruturas, há várias outras ruínas de edificações histórias, como: o colégio, oficinas, cemitério, casas, hospedarias.

_Todas as noites é contada a história do local no Espetáculo de Som e Luz, através do roteiro feito por Henrique Grazziotin e narrado pelas vozes de um grande elenco: Fernanda Montenegro, Lima Duarte, Paulo Gracindo, Juca de Oliveira, Rolando Boldrin, Maria Fernanda e Armando Bógus. O show dura aproximadamente 1h, uma viagem para o passado, iniciando no surgimento dos Sete Povos da Missões indo até sua destruição.  Achamos um dito por Sepé Tiarajú, “Liberdade é por ti a nossa luta”, uma das partes mais marcantes do espetáculo.

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES show noturno

Horário do show de luz: 20h. Nos anos com horário de verão, o show ocorre às 21h 30min. Dependendo do movimento, o show pode ser cancelado – então, é conveniente consultar no local durante a tarde.

Fonte Missioneira

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES: Fonte Missioneira

A fonte era um local onde os índios buscavam água, localizada a aproximadamente 1km da Redução São Miguel Arcanjo. A fonte Missioneira tem um ar místico.

Manancial Missioneiro

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES Manancial Missioneiro

O local é uma espécie de museu que visa salvar bem como reconstruir a memória dos descendentes missioneiros.

Aldeia Indígena – Tekoa Koenjú

A visita, feita mediante agendamento, possibilita conhecer um pouco do modo de vida dos índios.

Reserve seu carro aqui

Outros pontos turísticos da Rota das Missões

Conhecer os outros três sítios arqueológicos em que ainda restam Ruínas no Brasil: São João Batista, São Lourenço e São Nicolau. Visitar as cidades de Santo Ângelo e São Luiz Gonzaga, que faziam parte dos Sete Povos das Missões, e que, apesar de ainda não ter ruínas, lá estão contatas parte dessa história. Além desses atrativos, outro ponto interessante é o Santuário do Caaró.

Santuário do Caaró

SÃO MIGUEL DAS MISSÕES: Santuário do Caaró

O Santuário está localizado em Caibaté, próximo a São Miguel das Missões. Ali ocorreu martírio de Santos Missioneiros. Imperdível para quem busca espiritualidade, pois esse local é a principal representação da união espiritual entre Brasil, Argentina e Paraguai. Muitas pessoas vão ao santuário em busca da cura, pois ali tem uma água considerada milagrosa.